Dúvidas? 11 3052-2529 | 0800 771 2529 Login

Blog Descomplicado

Os 3 principais desafios dos servidores públicos e como enfrentá-los

Redação Radar IBEGESP Recursos Humanos e Gestão de Pessoas Matérias Todas 27/04/2021

Veja o que é mais desafiador para você

Você, que é servidor ou servidora, já deve ter ouvido alguém que trabalha na iniciativa privada falando que nossa carreira é “muito tranquila”, né? Mas quem atua no dia a dia da Gestão Pública entende que esse preconceito não poderia ser mais falso. E é justamente por isso que precisamos falar dos grandes desafios nas carreiras dos servidores e como enfrentá-los. Para dar um ponta pé inicial nesse debate, listamos abaixo 3 destes desafios. Confira e veja nossas sugestões para resolvê-los wink

#1 - SENSAÇÃO DE ESTAGNAÇÃO

Se engana quem pensa que a estabilidade no serviço público é um mar de rosas. Muitas vezes, ela pode nos levar a uma sensação de estagnação e mesmice. Mas calma que isso tem algumas soluções:

  • Foque na inovação: a gente não precisa fazer nosso trabalho sempre do mesmo jeito. O que será que dá pra trazer de novidade pras suas tarefas diárias?
  • Tenha atenção ao plano de carreira: que tipo de evolução você pode ter no seu cargo? O que pode ser feito para você incrementar sua renda salarial? Esteja sempre atento às possibilidades apresentadas pelo plano de carreira da sua área e invista no seu desenvolvimento.
  • Mude de perspectiva: se a sensação de estagnação está te consumindo, não passe por isso sozinho. Busque ajuda profissional para pensar em novas possibilidades de atuação no seu cargo atual ou, quem sabe, em um novo emprego. A Orientação Dirigida do IBEGESP é uma boa pedida para isso!

#2 – MEDO DE ERRAR

Quem lida com recursos públicos tem uma grande responsabilidade em mãos e ninguém quer ser culpado por algum erro, né? Mas esse receio não pode levar a uma sensação permanente de insegurança. Veja o que pode te ajudar:

  • Lembre-se que você não está sozinho: na dúvida sobre algum processo de trabalho? Divida com a equipe! Ainda em dúvida? Busque capacitação ou uma Orientação Técnico-Jurídica! Você não precisa ter todas as respostas sozinho. Lembre-se que quanto mais mentes enfrentam uma dúvida, maior a chance dela ser solucionada.
  • Foque na educação permanente: a Gestão Pública é marcada por constantes mudanças legislativas. O que era correto hoje, pode já não ser amanhã. Então, não adianta fazer um treinamento a cada par de anos. É preciso encarar a educação como algo permanente: leia, busque informações e capacite-se sempre que preciso.

#3 – FALTA DE CAPACITAÇÃO

Quantos treinamentos você fez nos últimos 6 meses? Eles foram suficientes pra você se sentir preparado pra exercer suas tarefas de trabalho? Se não foram, te sugerimos tomar essas 3 atitudes:

  • Garanta que o RH e a gestão saibam pelo que você está passando: necessidades de treinamento devem ser comunicadas constantemente. Muitas vezes o seu setor sabe da dificuldade que está passando, mas os responsáveis pela contratação de treinamentos não.
  • Tenha o EAD como aliado: tem capacitação que precisa ser presencial? Claro que tem, concordamos. Mas tem muita coisa boa que dá pra se aprender em um EAD! Então, se tiver receio com essa modalidade de ensino, deixe o preconceito de lado e invista em um desenvolvimento que pode atingir toda a equipe de forma mais rápida.
  • Não descarte o investimento pessoal: se você precisa de um treinamento muito específico que não será ofertado pela Administração Pública, analise a possibilidade de investir pessoalmente em um curso ou capacitação. Essa medida pode te fazer economizar tempo e diminuir o estresse.

    E aí, gestor público? Enfrenta algum desses desafios? Então compartilha com a gente!


Posts Relacionados