Dúvidas? 11 3052-2529 | 0800 771 2529 Login

Compras públicas: inovação e eficiência por meio do uso de Software as a Service (SaaS)

Entrevista exclusiva com Marcos Napolitano, diretor de projetos da Ekan Soluções e Sistemas Integrados

É fato: as contratações públicas são um dos principais meios para garantir a realização de políticas públicas à população. Já parou pra pensar nisso? A merenda das escolas públicas, as vacinas que você toma gratuitamente, os materiais hospitalares, entre tantos outros exemplos. Se esses serviços chegaram até você ou seus familiares, pode ter certeza de que antes disso, um longo procedimento de contratação pública foi realizado por toda uma equipe de servidores.

Mas como tornar os procedimentos de contratação pública mais eficientes, menos morosos e burocráticos, mesmo diante de todos os regramentos que permeiam essa área? Essa é uma pergunta que nós do IBEGESP sempre tentamos responder e, dessa vez, nós contamos com a participação de Marcos Napolitano, diretor de projetos da Ekan Soluções e Sistemas Integrados, empresa que desenvolveu um software de planejamento e controle nos processos de compras: o Ilogix.

O convidado dessa matéria também já participou de um episódio do Podcast Radar IBEGESP, no qual falou exatamente sobre planejamento, pesquisa de preços, digitalização de processos e, claro, sobre as compras públicas durante a pandemia, assuntos que também serão tratados de forma muito cautelosa a seguir. Confira!

PERGUNTA: O IPEA aponta que as compras públicas representam 12,5% do PIB do Brasil, um número bastante expressivo. Com base nesse dado e nos seus anos de experiência garantindo soluções estratégicas de compras e logística, qual a sua opinião sobre os procedimentos de contratação pública no país?

RESPOSTA: Os procedimentos de compras ainda são muito burocráticos e não avançaram digitalmente. A modernização desse processo trará benefícios substanciais para a manutenção dos serviços à população, cuja oferta requer necessariamente a realização de compras de produtos ou serviços que são executados ainda manualmente.

PERGUNTA: Entre os relatos que nós do IBEGESP ouvimos dos servidores públicos, estão os constantes desafios enfrentados por aqueles que integram a área de compras de um órgão público. Como você vê este momento atual dos profissionais desse setor agora que a Nova Lei de Licitações foi finalmente sancionada?

RESPOSTA: A pressão dos servidores públicos acontece por vários motivos e muitos deles são alheios à responsabilidade da área de compras. A implantação de todo processo de compra em uma única plataforma facilita o acompanhamento e providências de cada área de forma efetiva, diminuindo, assim, a pressão pela concretização da compra. A nova lei traz alguns avanços, mas não ameniza a carga de trabalho e providências que sobrecarregam os servidores dessa área.

PERGUNTA: Tendo em vista a nossa missão de disseminar boas práticas na Administração Pública, o IBEGESP, desde o princípio, reconhece e fala muito sobre a importância do planejamento para o sucesso das contratações públicas e redução das chamadas “emergências fabricadas”. Nessa esteira, vimos que você atua com um software – o iLogix – que apresenta uma série de possibilidades para essa área. Poderia nos falar como ele funciona?

RESPOSTA: A base fundamental do Ilogix é o planejamento de compras e a integração com as diversas áreas e atividades que impactam no processo de compras. O Ilogix monitora em tempo real todos os processos de aquisição em suas diversas fases até a entrega pelo fornecedor ou a execução do serviço contratado. É uma ferramenta que dá acesso a todos os envolvidos durante o processo, atentando-se à transparência e precisão. Assim, cada um sabe o que fazer para que a “linha de fabricação” de uma compra não pare e, ao fim, saia um produto acabado perfeito para suportar os mais diversos serviços entregues pelos governos à população.

PERGUNTA: Pesquisando sobre o iLogix, notamos que ele facilita a vida do gestor público por permitir a integração de todo o processo de compras. Para além do impacto no dia a dia do servidor, como esse software atinge o cidadão? Ele permite, de alguma maneira, que o processo de compras seja mais efetivo e transparente?

RESPOSTA: Acreditamos que ao disponibilizarmos uma plataforma efetiva no apoio à tomada de decisão e ao planejamento de compras públicas atingimos 2 objetivos imperativos para os governos: a gestão financeira do dinheiro público e a manutenção dos serviços à população. De um lado, alocando os recursos com qualidade e, de outro, garantindo serviços de qualidade.

PERGUNTA: Qual conselho você dá aos gestores da área de compras que nos leem e querem garantir um processo de compras mais célere e inovador? Você tem algum case de sucesso para compartilhar com nossos leitores?

RESPOSTA: Um bom processo de compra passa pelo planejamento sempre do que, quanto e como adquirir produtos e serviços. O uso da tecnologia certa facilita o atingimento dessas metas e, consequentemente, torna os processos mais céleres e inovadores. O Ilogix é uma ferramenta acessível, testada e em funcionamento em alguns clientes públicos e privados. 

________________________________________________________

E aí, servidor, como está o processo de transformação digital no órgão público em que atua? Você acredita que o procedimento de contratações por aí pode ser realizado de maneira mais inovadora? Conta pra gente comentando aqui embaixo! ;-)

Sobre o Entrevistado

Diretor de Projetos da empresa Ekan Soluções e Sistemas Integrados.

Sobre a Autora

Isabela Montoro

Advogada, graduada em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em Londrina, local em que morou até o final de 2018. Acredita nas políticas públicas que visam facilitar o acesso de todos à educação e ao conhecimento, pois consistem na principal forma de se alcançar uma sociedade consciente, participativa e, consequentemente, mais igualitária.