Dúvidas? 11 3052-2529 | 0800 771 2529 Login

Conteúdo Descomplicado

2 dicas importantes para uma licitação bem-sucedida

Redação Radar IBEGESP Licitações e Contratos Matérias Todas 21/07/2020

Saiba como os cursos do IBEGESP podem te ajudar!

Nós do IBEGESP sabemos que estar à frente da elaboração e realização de procedimentos licitatórios não é nada fácil, principalmente em um momento de crise, durante a qual surgem novos regramentos para tentar tampar os buracos da legislação tradicional sobre o tema, que não abarcava a situação imprevisível pela qual se está passando.

Apesar de não ser fácil, as necessidades de contratação existem e, com a finalidade de atendimento aos interesses públicos, elas precisam ser concretizadas. Pensando nisso, a redação Radar IBEGESP preparou 2 dicas para que você, gestor público, tenha sucesso nas licitações realizadas pelo seu órgão. Confira!

#1 Foco no planejamento!

Quem não entende muito do universo das compras públicas pode pensar que a licitação consiste apenas na etapa em que os interessados se reúnem – de forma presencial ou eletrônica – para a sessão pública visando a aquisição de televisores para um município ou de merenda para os alunos de determinada escola pública, por exemplo.

No entanto, é importante frisar que os procedimentos licitatórios são divididos em 2 fases: a interna e a externa, que se inicia com a publicação do aviso de licitação. Assim, até a publicação do instrumento convocatório tem-se a fase interna, cuja realização é extremamente relevante para o sucesso de uma licitação, sabia?

É nessa fase que devem ser respondidas as seguintes questões:


É por meio dessas respostas que será possível a escolha da modalidade licitatória, dos quantitativos do objeto a ser contratado, das obrigações das partes, informações essas que auxiliarão na construção de um bom edital e seus anexos, alcançando-se assim a vantajosidade nas contratações realizadas pelos órgãos públicos!

#2 Atenção na definição do objeto!

Outra etapa imprescindível – e que está inserida na etapa do planejamento – é o descritivo do objeto a ser contratado por meio do procedimento licitatório que você está elaborando. Nesse sentido, o objeto deverá ser descrito de forma objetiva e suficiente para o atendimento dos interesses da Administração.

Uma descrição de objeto realizada às pressas, sem a devida cautela, pode acarretar graves prejuízos nas etapas posteriores do procedimento de contratação:

  1. Se for insuficiente, incompleta ou genérica pode dar margem para o fornecimento de bens ou serviços que não serão capazes de atender às necessidades da Administração com a eficiência pretendida;
  2. Se for detalhada em excesso pode acarretar o direcionamento da licitação para algum fornecedor específico, restringindo a necessária competitividade dos certames licitatórios, o que é vedado por lei.

#3 Tem dúvidas? O IBEGESP pode te ajudar!

A gente sabe que qualquer falha durante as etapas de um procedimento licitatório poderá gerar inúmeros entraves:


Assim, o IBEGESP tem desenvolvido capacitações na área de contratações públicas que focam no seu planejamento:

  1. O curso intensivo “Elaboração de Projeto Básico, Memorial Descritivo e Termo de Referência”;
  2. O curso intensivo Compras Públicas: planejamento e procedimentos”.

Se interessou por alguma dessas opções? Entre em contato conosco por meio do nosso site e converse com nossa equipe comercial.

Juntos podemos desenhar a solução ideal para a realidade do órgão público em que você atua!


Posts Relacionados