Dúvidas? 11 3052-2529 | 0800 771 2529 Login

Conteúdo Descomplicado

3 desafios enfrentados pelos gestores públicos do nível tático

Redação Radar IBEGESP Recursos Humanos e Gestão de Pessoas Matérias Todas 28/07/2020

A importância de quem faz a Administração Pública funcionar

Quem trabalha na Administração Pública sabe que a maioria das pessoas imagina os gestores públicos como políticos do poder executivo ou legislativo. Mas as lideranças públicas gerenciais, aquelas que continuam na Administração mandato após mandato, tem uma importância tão grande quanto aqueles que ocupam os cargos após as eleições. O motivo? Como disse uma vez Edson Coutinho, líder de projetos do IBEGESP, esses gestores públicos são a sociedade em ação: são eles que implementam as políticas públicas que impactam os cidadãos.


No IBEGESP dizemos que estes profissionais atuam no nível tático da Administração Pública, afinal são eles que tem a responsabilidade de seguir as definições legislativas e garantir a aplicabilidade do serviço público. Ao longo de nossa trajetória com estes gestores, notamos 3 desafios principais enfrentados por esse grupo. Veja a seguir quais são eles!

#1 – Assertividade diante da instabilidade

Normalmente, os gestores públicos do nível tático possuem os chamados cargos de carreira. Isto significa que eles permanecem na Administração Pública mandato após mandato e que a cada 4 anos recebem novos líderes e novos colaboradores. Diante destas mudanças constantes, é preciso ter especial atenção a uma gestão de continuidade que consiga aliar o que vinha dando certo no passado às demandas futuras. Isto é especialmente importante diante de tantas atualizações legislativas.

#2 – Execução e implementação

Uma coisa é fato: sem execução e implantação, não há resultado. De nada adianta o legislativo aprovar políticas públicas, se estas não forem implantadas de forma eficaz. O gestor público, deste modo, não só precisa se adaptar às constantes mudanças do cenário político, como também aliar estratégia e criatividade na hora de executar as novas demandas.

#3 – Gestão da equipe

Em um contexto em que os especialistas de recursos humanos costumam focar apenas na iniciativa privada, pouco se fala sobre gestão de pessoas e indicadores no setor público. Com esta escassez de informações customizadas, o gestor de nível tático precisa entender as peculiaridades da Administração Pública e gerir sua equipe com medidas adequadas a este contexto e não com ações que são direcionadas apenas ao mundo corporativo empresarial.

É por entender a complexidade destes 3 desafios e tantos outros enfrentados por estes profissionais, que o IBEGESP foca desde a sua fundação nos gestores públicos do nível tático. Nossa missão é contribuir com a Administração Pública com informação descomplicada, educação ativa e soluções customizadas justamente porque acreditamos que é na prática que o setor público é transformado.

Sabemos que esta construção coletiva leva tempo e acreditamos que as lideranças públicas gerenciais têm um papel fundamental na implantação desta nova cultura. É por este motivo, inclusive, que o IBEGESP criou mais uma solução direcionada especificamente para este público, a Orientação Dirigida – Formação de Líderes Públicos Gerenciais. Na Orientação, discutimos gestão da inovação, liderança criativa e outros tantos desafios do setor público, em especial daqueles que atuam no nível tático.


E você, gestor? Qual o grande desafio que você enfrenta atuando no nível tático? Compartilha com a gente!


Posts Relacionados