Dúvidas? 11 3052-2529 | 0800 771 2529 Login

Conteúdo Descomplicado

Confira 3 fatores de impacto do fechamento das instituições de ensino!

Redação Radar IBEGESP Recursos Humanos e Gestão de Pessoas Matérias Todas 20/05/2020

Qual o impacto social da inacessibilidade da escola?

E quando a escola tem que fechar as portas? O que será que acontece? As necessárias medidas de distanciamento social, decorrentes da pandemia de coronavírus, causaram uma situação que há meses pareceria irreal: o fechamento físico das escolas e outras instituições de ensino. Para mensurar o impacto social que isto está tendo, a redação do Radar IBEGESP enumerou 3 pontos de atenção sobre o assunto. Confira!

#1 – FECHAMENTO DAS ESCOLAS NÃO IMPACTA SÓ CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Se engana quem pensa que somente crianças e adolescentes sofrem com o fechamento físico das escolas do ciclo básico. Os cuidadores destas crianças estão enfrentando grandes obstáculos por vários motivos:

a) dificuldade para conciliar o trabalho remoto da quarentena ao cuidado do lar e dos mais jovens;

b) falta de ferramentas e conhecimento para auxiliar os estudantes em suas tarefas de aprendizado;

c) impossibilidade de propiciar um ambiente apto ao estudo;

d) dificuldade para garantir a comunicação efetiva entre as crianças e seus professores e colegas de turma.

* Para além disso, é preciso salientar que há problemas estruturais ligados à desigualdade social que se agravaram por conta desta situação. Uma grande parte dos alunos da rede pública de ensino fazia suas refeições no ambiente escolar. Muitos só conseguiam acessar uma alimentação adequada na escola. Por conta dessa grave situação, alguns estados e municípios têm repassado o investimento da merenda escolar a estas famílias através de um auxílio financeiro.

#2 – A ESCOLA É UM PILAR SOCIAL QUE VAI ALÉM DO ENSINO FORMAL

Muitos se esquecem que a escola não é responsável apenas pela educação formal dos alunos, mas também por uma série de outros aspectos essenciais para a vida humana, como o aprendizado da socialização. Neste sentido, Andreas Schleicher, diretor de educação da OCDE, afirmou que “o custo social do fechamento das escolas é dramático. Diferentes pesquisas mostram que não é a cada mês, e sim a cada dia. Inevitavelmente, a lacuna de desigualdade vai aumentar, e precisamos encontrar fórmulas para mitigá-la: os alunos terão que dedicar mais horas ao estudo, será preciso envolver as famílias.” Vê-se, neste caso, que o trabalho dos profissionais da educação possui uma importância que vai muito além da mera transmissão de conteúdo.

#3 – FOCO NA EDUCAÇÃO É A ÚNICA VIA PARA SAIR DE CRISES COMO ESTA

Crises como a ocasionada pela pandemia de coronavírus demonstram que o investimento a longo prazo na educação é essencial por inúmeros motivos. Notou-se que muitas pessoas, de diferentes níveis sociais e de escolaridade, tiveram dificuldade para entender como se dá a disseminação da Covid-19 ou para respeitar as medidas da Organização Mundial da Saúde. Diante disso, notou-se a carência de uma educação que garanta a capacidade de abstração necessária para que as pessoas possam entender que não é porque um vírus é invisível que ele não está presente. Para além disso, notou-se o quanto é essencial o investimento no conhecimento científico em todas as áreas de atuação, seja nas pesquisas biológicas, engajadas na busca por vacinas e medicamentos, ou nas pesquisas das ciências humanas, essenciais para destrinchar a geografia do contágio e apontar situações sociais de vulnerabilidade.

 

E você, caro leitor? Como o fechamento das escolas te impactou? Comente!

Tags:


Posts Relacionados