Dúvidas? 11 3052-2529 | 0800 771 2529 Login

Conteúdo Descomplicado

Preservação de Recursos Hídricos na Administração Pública

Redação Radar IBEGESP Inovação e Boas Práticas Notícias Boas Práticas 03/06/2019

Entenda porque é necessária a redução do consumo de água

O desperdício de recursos hídricos é um problema mundial. Apesar de intensas discussões sobre o tema, a água é um recurso desperdiçado em todos os âmbitos sociais. Seu desperdício em diferentes partes do mundo é grande a ponto de ser necessária a existência da Declaração Universal dos Direitos da Água. Para além de classificar os recursos hídricos como essenciais à vida humana e animal, a Declaração apresenta as práticas necessárias para a redução de seu gasto.

 Quando se trata deste tema, costuma-se enfatizar o que cada indivíduo pode fazer para reduzir o consumo de água. É essencial salientar, contudo, que o consumo humano de recursos hídricos representa uma pequena parcela do que é desperdiçado, uma vez que está na atividade agrária e industrial o foco do mal uso deste recurso.

 Por conta do elevado consumo de água gerado por grandes grupos industriais, é necessária a discussão sobre o interesse social em torno de atividades que utilizam recursos que são patrimônio da humanidade. Neste contexto, vale salientar que a Administração Pública deve, por princípio, priorizar o interesse coletivo em detrimento do privado. Por este motivo, deve adotar como prática o estabelecimento de parcerias com entes que ajam de acordo com a legislação ambiental nacional e com os acordos ambientais internacionais. Para além disso, deve adotar medidas que promovam a preservação da água em diversos âmbitos, inclusive nos espaços em que estão os órgãos públicos.


Apesar do consumo diretamente humano representar pouco do que é gasto da água, toda e qualquer medida é importante para a preservação do meio ambiente. Por este motivo, te apresentamos uma lista de dicas para promover a preservação dos recursos hídricos na Gestão Pública. Confira!

  1. Mapear a quantidade de água diária de acordo com o tipo de estabelecimento;
  2. Monitorar o consumo de água, de modo a identificar eventuais vazamentos hidráulicos;
  3. Alterar atividades de regas de jardim de acordo com cada estação do ano;
  4. Pesquisar sobre a possibilidade de uso de poços artesianos;
  5. Substituir descargas padrão por descargas que possuam dois níveis de uso;
  6. Substituir válvulas de mictório;
  7. Substituir as torneiras tradicionais por torneiras de baixo consumo;
  8. Promover campanhas de conscientização;
  9. Captar água da chuva.

Agora que você já sabe como otimizar o consumo de água na Administração Pública, clique aqui e veja como diminuir o uso de energia elétrica!