Glossário do ensino à distância para gestores públicos

16 mar, 2021 ● 8 minutos

Todos os termos que você precisa saber para contratar um EAD

 

A

  • ACESSIBILIDADE

Um curso é acessível quando ele foi feito para garantir a aprendizagem de pessoas com deficiência. Para isso, ele precisa ter alguns recursos de acessibilidade. Quer um exemplo? Para garantir a inclusão de pessoas surdas, o IBEGESP pode disponibilizar um plugin de tradução dos textos para LIBRAS. Outra coisa possível de ser feita, é sempre contar com o apoio de intérpretes em LIBRAS durante as videoaulas. Mas é importante ter em mente que existem vários recursos diferentes de acessibilidade. Então, sempre mapeie quais são as necessidades dos profissionais da sua equipe na hora de contratar um EAD. 

 

  • AUTOINSTRUCIONAL

Um curso autoinstrucional não prevê interação direta entre o aluno e a equipe que montou o curso. É o aluno que escolhe, dentro de um determinado período de tempo, quando, como e que horas deve fazer o curso. Ou seja: esse tipo de treinamento é indicado para equipes que lidam bem com autonomia e estão de fato interessadas pelo conteúdo do curso.

  • AVA

O significado dessa sigla é Ambiente Virtual de Aprendizagem. Esse ambiente (que também pode ser chamado de LMS) nada mais é do que a plataforma EAD. Ou seja: é onde o curso será disponibilizado. É o AVA que permite mensurar os indicadores de uma capacitação (quais alunos realizaram o treinamento, quanto tempo levaram, qual nota tiraram e etc). Então, a 1ª coisa que você deve saber antes de contratar um EAD é se a sua organização possui um AVA. Caso não tenha, o IBEGESP pode disponibilizar o seu próprio AVA ;)

  • ASSÍNCRONO

Um curso assíncrono não prevê o encontro simultâneo entre os alunos, o restante da turma e a equipe educadora. Cada um escolhe o horário em que fará as suas atividades. Para saber os prós e contras de um EAD assíncrono, você pode clicar aqui!

B

  • BLENDED LEARNING

A tradução simples deste termo é aprendizagem mista. Se trata de ter, no mesmo treinamento, um momento presencial e outro virtual ou então uma etapa síncrona e outra assíncrona. Aqui no IBEGESP, nós costumamos usar o termo “híbrido” para nos referirmos a este modelo de treinamento.

C

  • CONTEUDISTA

Esse é o profissional que compilará junto à sua organização o conteúdo do curso. Então, saiba que quando você contratar um EAD, precisará informar algumas coisas como, por exemplo, se tem algum material da organização que deve servir de base para o curso.

D

  • DIAGNÓSTICO

É o ato de entender as características do público-alvo. Quantas pessoas farão o curso? Qual a idade delas? E o grau de escolaridade? O que elas esperam do EAD? Sempre que for contratar um curso à distância, tente especificar o máximo possível dessas informações. E não se preocupe com o que for muito subjetivo. O IBEGESP sempre aplica uma pesquisa de diagnóstico para entender os anseios do público-alvo ;)

  • DESIGN INSTRUCIONAL

É o ato de transformar o conteúdo em um curso EAD. É o designer instrucional que produz o conteúdo de um curso e define os recursos instrucionais que serão usados. Para fazer isso, o designer deve analisar o perfil do público-alvo. 

E

  • E-LEARNING

É toda modalidade de ensino que faz uso de dispositivos eletrônicos para garantir a aprendizagem.

F

  • FÓRUM DE DISCUSSÃO

Você quer que a equipe que fará o curso EAD discuta sobre algo? Se sim, talvez um fórum de discussão seja uma boa ideia! Com ele, os alunos podem tirar dúvidas e debater questões importantes. O IBEGESP recomenda que esse recurso seja sempre acompanhado por um serviço de monitoria e tutoria, ok?

G

  • GAMIFICAÇÃO

A sua equipe está com qual ânimo pra fazer o curso? É um treinamento muito teórico e obrigatório? A gamificação pode ser um bom aliado para engajar a turma, afinal gamificar é o ato de tornar o curso mais dinâmico por meio de jogos. Quer um exemplo? Premiar a pessoa que mais acertou as questões da avaliação de aprendizagem já pode ser uma forma de gamificação!

H

  • HÍBRIDO

É a tradução para blended learning. Ou seja: se trata de ter, no mesmo treinamento, um momento presencial e outro EAD ou então uma etapa síncrona e outra assíncrona. A Formação de Gestores Públicos do IBEGESP tem esse formato ;) o curso é formado por 10 módulos e cada um tem uma etapa online ao vivo, em que toda a turma se encontra virtualmente, e outra etapa autoinstrucional.

L

  • LMS

É a sigla em inglês para AVA: Learning Management System. Ou seja: é onde o curso será disponibilizado.

M

  • MICROLEARNING

Você precisa de um treinamento extenso ou apenas pontuar algo importante sobre um tema específico? O microlearning te ajuda neste segundo caso. Esta metodologia propõe uma aprendizagem que seja rápida e aconteça em questões de minutos. No IBEGESP, aplicamos o microlearning em pílulas de aprendizagem e alguns vídeos de conscientização.

  • MOBILE LEARNING

Onde sua equipe fará esse EAD? No desktop do trabalho? No notebook usado no home office? Ou no transporte público? O termo mobile learning se refere à aprendizagem em dispositivos móveis, em especial o celular. É importante saber isso para verificar se o EAD que você está contratando também é acessível desse modo.

P

  • PÍLULA DE APRENDIZAGEM

Já leu o conceito de microlearning? É basicamente isso, só que em português. Esta metodologia propõe uma aprendizagem que seja rápida e aconteça em questões de minutos. No IBEGESP, aplicamos o microlearning em pílulas de aprendizagem e alguns vídeos de conscientização.

  • PACOTE WEB

Quando você faz um arquivo no word você usa a extensão .doc, né? E no excel, a extensão .xls ou outra do tipo, certo? O pacote web é isso: o nome da extensão que podemos dar a um curso EAD. Saber isso é muito importante na hora de contratar um curso. Você precifica se certificar que o AVA em que o EAD será disponibilizado aceita os diversos tipos de extensão que um EAD pode ter. 

  • PACOTE SCORM

O pacote scorm é um outro tipo de extensão que um curso EAD pode ter, assim como o pacote web.

R

  • RECURSO INSTRUCIONAL

Recurso instrucional é tudo que é mobilizado para transmitir o conteúdo. É por meio dele que garantimos a interação e o aprendizado. Vão aqui alguns exemplos: texto, vídeo, ilustração, gráfico, podcast, quiz, infográfico e muitos outros...

S

  • SÍNCRONO

Um curso síncrono prevê o encontro simultâneo entre os alunos e a equipe educadora. Para saber os prós e contras de um EAD assíncrono, você pode clicar aqui!

T

  • TUTOR

É o profissional que auxilia a turma e o aluno. Com o serviço de monitoria disponibilizada pelo IBEGESP, os alunos podem contar com uma orientação tecnológica (para aprender a navegar no AVA) e um apoio de aprendizagem (tirada de dúvidas relacionadas ao conteúdo do curso e muito mais).

  • TRILHA DE APRENDIZAGEM

Esse termo diz respeito à sequência de aprendizagem. Pense, por exemplo, que os alunos de uma determinada organização precisam aprender sobre autonomia. A trilha de aprendizagem sobre o assunto abarcaria, em momentos distintos, diferentes treinamentos como, por exemplo, gestão do tempo, organização das tarefas e tantos outros. É esse sequenciamento pedagógico desenhado especificamente para um grupo de profissionais que forma uma trilha de aprendizagem.

W

  • WEBINAR

Se trata de uma palestra ou debate ao vivo que é transmitido virtualmente. Esse recurso instrucional é um grande aliado nos cursos síncronos.